Páginas

É hora de crescer, menina!



Crescer não é assim tão divertido quanto imaginei quando era criança. Sempre pensei que, quando chegasse aos quinze anos (ou mais ou menos isso), seria igual nos filmes, onde eu poderia sair quando quisesse, teria amigos super legais (não que os meus não sejam, tá?), faria o que quisesse da vida, daria festas incríveis... E a escola? Seria apenas um detalhe bobo...
Ah, doce ilusão...
Descobri que o buraco é mais embaixo. A escola passou a ser o mais importante, e o resto que virou "apenas um detalhe bobo". E sim, eu sei, a vida de verdade nem começou ainda.  Mas ter que me preocupar com escola, cursos, vestibular, faculdade, emprego, não é fácil! E ter que conciliar isso tudo com tentar realizar meus sonhos e objetivos fora da vida acadêmica complica tudo ainda mais.
Isso tudo confunde minha mente, e, fala sério, essa é a fase que complica a vida de todo mundo, né?
Essa mudança da adolescência pra vida adulta ou quase adulta não é muito divertido, nem tão simples quanto se imagina, mas a vida é assim. Uma hora a gente tem que aprender a resolver nossa própria vida sozinhos, correr atrás do que realmente importa sem esperar por ninguém. É fácil? Claro que não. Mas temos que dar o primeiro passo, e devagar as coisas vão se encaixando. Uma hora ou outra, tudo que planejamos vai dar certo. Se corrermos atrás agora.
O jeito é deixar a preguiça e a melancolia de lado e correr atrás pra conseguir riscar todos aqueles itens daquela "lista de objetivos". Um passo de cada vez e chegaremos lá!

0 comentários:

Postar um comentário